Chevrolet Volt – VoltXpedition – CarroHoje.com – Revista digital de automóveis.

CarroHoje.com – Revista digital de automóveis.

Fique por dentro dos lançamentos e notícias da indústria automotiva, competições, clássico s e mais sobre o mundo do carro.

Chevrolet Volt – VoltXpedition

O VoltXpedition Energias Renováveis foi um evento realizado pela Chevrolet, para demonstrar as novas tecnologias da mobilidade que a marca oferece. A montadora trouxe cinco modelos Volt, importados oficialmente para fazer parte dessa expedição que vai percorrer vários estados brasileiros e que também serve para comemorar um século de existência da empresa.

A VoltXpedition Energias Renováveis, vai mostrar as tecnologias alternativas da mobilidade que estão sendo desenvolvidas pela Chevrolet em seu compromisso com a sustentabilidade. Além de projetos inovadores na área de energias renováveis em algumas das principais universidades e centros de excelência do Brasil. A expedição chegou a sua quarta etapa, no Rio de Janeiro nos dias 28 e 29 de setembro. Foi dada uma palestra sobre o novo modelo na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e depois um test-drive com os jornalistas cariocas até a cidade serrana de Petrópolis.A VoltXpedition já passou pelos Estados de São Paulo (nas cidades de São Caetano, São Paulo, São José dos Campos e Taubaté), Rio Grande do Sul (Porto Alegre, Osório e Gravataí) e Rio de Janeiro. As próximas etapas serão em Minas Gerais (Belo Horizonte), Distrito Federal (Brasília) e Pernambuco (Recife) e vai até o dia 16 de dezembro deste ano.

O Chevrolet Volt é movido somente à eletricidade e é fabricado e comercializado nos Estados Unidos, na planta de Detroit. Segundo dados do fabricante o modelo tem uma autonomia de até 560 quilômetros. A montadora ainda informa que nos primeiros 80 quilômetros, o Volt utiliza a carga armazenada em sua bateria de íon de lítio de 16 kWh para alimentar um motor elétrico de 150 cv. Caso a carga do Volt acabe, entra em ação um motor gerador, movido a gasolina de 1.4 litros, que carrega até 35 litros de combustível para fornecer energia elétrica, realimentando as baterias, assim sua autonomia passa dos 50 Km (somente com eletricidade), para 480 quilômetros. O modelo é o primeiro veículo elétrico com autonomia estendida da indústria automotiva mundial.

Nos Estados Unidos, o Volt custa US$ 41.000 (US$ 33.500 com a isenção de taxa fornecida pelo governo americano, que pode chegar até US$ 7.500). O preço já inclui a taxa de US$ 720 referente ao frete. Foram comercializadas até o momento 10 mil unidades, que já estão sendo entregues a clientes dos estados da Califórnia, Nova Iorque, Michigan, Connecticut, Texas, Nova Jersey e em Washington D.C. Segundo a montadora, o Chevrolet Volt é o único veículo elétrico no mercado capaz de operar em diversos tipos de clima e condições de rodagem, sem limitações ou preocupações com relação a surpresas desagradáveis com a bateria. O Volt vem equipado de fábrica com uma extensão para a recarga em tomadas de 120 volts, possibilitando recarregar o carro em uma tomada comum, em casa ou na garagem do trabalho ou em uma estação de recarga de 240 volts.

Por dentro, chama a atenção o sistema de navegação e áudio, fabricado pela Bose, que contempla uma tela de sete polegadas no painel. Lá nos Estados Unidos o Volt oferecer cinco anos do sistema OnStar, que conta com serviços de navegação, de auxílio imediato em casos de acidentes ou roubo. O Volt é recheado de itens de séries que prezam pela segurança como oito airbags – dois frontais, de dois estágios, dois laterais, de joelhos e dois para a cabeça – controle de estabilidade e de tração.

O teste do Volt no Rio de Janeiro foi feito até Petrópolis, no trajeto, os jornalistas convidados puderam avaliar o modelo no trânsito pesado da cidade e na serra, que é recheda de curvas fechadas. O Volt se comportou muito bem durante todo o trajeto, apesar de estar configurado para rodar nos Estados Unidos e não ter recebido nenhuma tropicalização. Para ligar o veículo, não é necessário a utilização da chave, que pode ficar no bolso do motorista. O processo é feito através de um botão azul, localizado no console central, ao lado do banco do motorista e com o pé direito no freio, assim que acionamos o botão, não se ouve nada, apenas temos a indicação que o carro está funcionado através das telas de LCD localizadas no centro do painel, atrás do volante e em outra no console central que ficam ligadas.

Após ajeitar os retrovisores interno e externo e afivelar o cinto de segurança, basta engatar o câmbio automático CVT de seis velocidades na posição “D” (drive) e pisar no acelerador, a arrancada é suave e progressiva, só se ouve o rolamento dos pneus no asfalto. Dentro do Volt, silêncio absoluto e o conforto também é destaque do carro, que tem bancos individuais, até para quem vai atrás. Nesse caso, quem tiver mais de 1,90 metros de altura, pode arrastar a cabeça no teto, que se inclina para baixo, para priorizar a aerodinâmica e poupar energia do veículo.

Ainda na parte interna, as duas telas de LCD informam tudo que é necessário saber para economizar ao máximo a energia das baterias de íons de lítio, com símbolos e medições instantâneas da carga utilizada. Quando a carga da bateria acaba, entra imediatamente em ação o pequeno motor a combustão, movido a gasolina, que começa a transferir energia para as células da bateria, aumentando a autonomia do Volt.

Durante todo o teste, o carro se comportou bem nas curvas, mantendo a trajetória o tempo todo, assim como nas retas, aonde foi possível chegar facilmente aos 150 Km/h sem perder o fôlego. Os freios são sensíveis e seguram bem o carro, graças ao auxílio do sistema ABS. A posição de dirigir é fácil de achar e a direção elétrica ajuda nas manobras, que tem a ajuda da câmera de ré, pois o vidro traseiro é muito estreito, deixando a visão através do retrovisor prejudicada.

O design segue a linha da Chevrolet, com a grade dividida ao centro e a gravatinha dourada em destaque. Na parte traseira a Chevrolet acertou em cheio no desenho do Volt, o modelo mostra linhas harmoniosas e futuristas. Uma pena o Volt ser tão caro e não ter ajuda do Governo para chegar a nossas ruas, segundo cálculos de um assessor de imprensa da Chevrolet, o Volt chegaria aqui por uns R$ 210 mil.

Texto e imagens: Marcus Lauria – CarpointNews

[nggallery id=123]

 

 

Compartilhe: