Volkswagen Tiguan 2.0 TSI 2012

CarroHoje.com

O SUV compacto da marca Alemã chama a atenção por onde passa, além de tratar bem o motorista e os passageiros, que se sentem bem à vontade dentro do modelo que chega importado do México.

O Tiguan chegou ao mercado Brasileiro em 2009, sendo lançado em 2007 no mercado mundial, e após quatro anos já recebeu o seu primeiro face-lift, que segue o novo DNA mundial da marca. O novo Tiguan ficou com a grade e pára-choques com linhas mais retas, fundo preto, frisos cromados duplos e faróis com filetes de LED.

 

Outra novidade, além da nova dianteira são os novos itens de série e opcionais. O Tiguan ganhou faróis de neblina direcionais, que giram nas curvas fechadas, em baixa velocidade. Ainda no visual do modelo, a marca modificou a traseira inserindo lanternas com novos posicionamentos das lâmpadas e efeito de luzes em L, ao contrário do modelo 2010, que tinha as lanternas redondas, ao estilo do SpaceFox fabricado até 2010.

 

O interior sofreu poucas mudanças, o painel continua com os quatro pares verticais de difusores de ar circulares e o de instrumentos com o mesmo desenho conservador e de fácil leitura. As novidades ficam pelos complementos que foram muito bem vindos, que melhoram o conforto do motorista e passageiros, além da segurança de todos os ocupantes do utilitário.

 

Está lá a tela colorida no quadro de instrumentos, tela sensível ao toque e equipamentos tecnológicos como o detector de fadiga (acende um ícone de café quando sente alguma mudança de comportamento do motorista), um novo volante multifuncional e a segunda geração do Park Assist, que agora também estaciona automaticamente em vagas perpendiculares (como item opcional).

E por falar em itens opcionais, o Tiguan está cheio deles, cobrados à parte estão o revestimento integral de couro dos bancos (em três cores: preto, marrom ou bege), os faróis direcionais bi-xénon com catorze LEDs, rodas de liga-leve de 18 polegadas (as originais têm 17 polegadas), o ajuste elétrico para o banco do motorista, entrada com a chave guardada no bolso e partida do motor por botão (chamado Kessy), teto solar panorâmico e o GPS. Esses itens estavam todos no modelo cedido pela montadora, que caso o futuro dono deste competente SUV, tenha um valor a mais na conta bancária para desfrutar dessas regalias, será um excelente investimento.

Já os itens de série não decepcionam e já deixam o Tiguan 2012 recheado de mordomias, como computador de bordo, rádio MP3, Bluetooth e CD Player para seis discos, com comando na tela e no volante, entradas para cartão de memória e iPod, ar condicionado digital de duas zonas, direção elétrica, freio de mão elétrico, freios ABS, controle de estabilidade (ESP) e tração, retrovisores externos rebatíveis eletricamente, com espelhos aquecíveis que baixam quando se aciona a marcha ré, gancho Isofix para cadeirinha de criança, piloto automático, sensores de estacionamento traseiro e de chuva, seis airbags (frontais, laterais e de cortina) e bancos de couro Alcântara na parte central do assento e do encosto (opções de cores preta, cinza e bege).

Ninguém fica apertado dentro do Tiguan, dentro dele cabem facilmente cinco passageiros, o porta-malas conta com 470 litros, suficiente para carregar os pertences de todos, podendo chegar até 1.510 litros com o banco traseiro rebatido. Este, inclusive pode ser rebatido nas proporções 60-40, corre para frente e para trás e o encosto pode ser reclinado. Para quem vai atrás, pode se beneficiar das mesinhas estilo aviação, apoiadas nos bancos dianteiros.

Sob o capô, nada mudou o eficiente motor 2.0 TSI com turbo e injeção direta de combustível não deixa o Tiguan sem fôlego, os 200 cavalos de potência, com torque máximo de 1.800 rotações, empurram bem o SUV da Volkswagen, sem moleza, mesmo nas horas mais críticas, como uma ultrapassagem mais ousada em uma estrada, local em que o Tiguan foi avaliado, em uma viagem do Rio de Janeiro até Búzios Região dos Lagos.

Em conjunto está a excelente caixa de cambio automática Tiptronic de seis marchas, que podem ser mudadas na alavanca, localizada no console central e agora também nas borboletas atrás do volante. O modelo também tráz a tração integral 4Motion – que segundo a montadora, pode concentrar 90% da força nas rodas dianteiras do carro, podendo ficar com 100% do torque no eixo traseiro. A tração foi avaliada com louvor, em uma área com muita lama e água barrenta, o Tiguan passou sem problemas, transmitindo segurança, quando o pedal direito foi mais exigido, os pneus deixaram o SUV um pouco “bobo”, saindo da trajetória, mas facilmente controlado.

Segundo o fabricando, o Tiguan faz de 0 a 100 km/h em 8,5 segundos e alcança a velocidade máxima de 207 km/h, durante o teste na Via Lagos (estrada que liga o Rio a Região dos Lagos), conseguimos chegar facilmente aos 170 Km/h. Como a maior parte do teste feito em estradas, o modelo obteve uma média de 7,9 Km/l, marcados no computador de bordo, com gasolina. A suspensão absorve os impactos das esburacadas ruas do Rio de Janeiro, assim como se comporta como um sedan nas curvas mais fechadas, mantendo a segurança necessária para se manter no trajeto sem desvios comuns a esse tipo de veículo, que costuma “sambar” nas curvas.

Devido ao aumento do IPI de 30 pontos percentuais, o modelo que custaria iniciais de R$ 101,3 mil, teve seu preço aumentado para R$ 110 mil. Apesar de ser um excelente carro, ficam faltando detalhes importantes, como o câmbio de dupla embreagem DSG e uma câmera de ré, encontrada em modelos de valor e categorias menores. A montadora não divulgou ainda, o valor do modelo completo, mas estima-se que com todos os opcionais o Tiguan chegue a exagerados R$ 135 mil.

[nggallery id=137]

*FICHA TÉCNICA

Motor: Quatro cilindros, transversal, gasolina, 1.984 cm³, turbo, injeção direta, 16 válvulas

Potência: 200 cv

Aceleração de 0 a 100 km/h: 8,5 segundos

Velocidade máxima: 207 km/h

Consumo Médio: 11,05 km/l

Comprimento/largura/altura/entre-eixos: 4,42/1,81/1,70/2,60 m

Porta-malas: 470/1510 litros

Tanque: 63,5 litros

Preços: R$ 110.000 (básico)

*Dados do fabricante

Texto e imagens: Marcus Lauria – Carpoint News

Compartilhe:

Next Post

Audi RS5 2012

Ele é o mais potente dos Audi A5. Com 450 cv tem a difícil tarefa de brigar com C63 AMG e com o M3. Compartilhe:CompartilharTweet