Fiat Palio Attractive 1.4 2012 – CarroHoje.com – Revista digital de automóveis.

CarroHoje.com – Revista digital de automóveis.

Fique por dentro dos lançamentos e notícias da indústria automotiva, competições, clássico s e mais sobre o mundo do carro.

Fiat Palio Attractive 1.4 2012

A Fiat acertou em cheio com a segunda geração do Palio, o modelo ficou mais bonito, mais espaçoso, confortável e melhor de dirigir. Entre todas as versões que avaliei (Sporting 1.6 e Essence 1.6 Dualogic) essa é a que tem o melhor custo/benefício. A versão Attractive é a versão intermediária da linha Palio 2012 e pode ser encontrada com os motores 1.0 e 1.4, no caso, a versão avaliada foi a com motor mais potente e a mais completa com todos os itens opcionais disponíveis. Enfim, um carro equilibrado que cumpre o seu papel.

O visual externo ficou mais atraente em relação à geração anterior, que usava a mesma plataforma desde 1996, a nova geração usa a mesma plataforma do novo Uno, mas com entre-eixos alongado em 5 cm. A dianteira lembra muito a do seu irmão maior, o Punto, assim como a grade dianteira, que remete ao pequeno 500, com o tradicional “bigodinho” cromado. Chama a atenção a enorme entrada de ar dianteira, na cor preta. Em relação ao antigo modelo, o novo ficou 8 cm mais alto, o que melhorou o espaço interno, principalmente para pessoas mais altas. Visto de traseira, destacam-se as lanternas verticais com desenho diferenciado e o discreto aerofólio, com um discreto apelo “esportivo”. Já o porta-malas perdeu 10 litros e agora tem 280 litros.

Da mesma forma que a parte externa foi renovada, o interior seguiu a mesma linha, o novo Palio ganhou novo painel, uma faixa longitudinal de cor diferenciada que destaca os controles da ventilação e uma melhor ergonomia. Está tudo à mão do motorista. A posição de dirigir ficou melhor, assim como os plásticos das portas e painel, mas mesmo assim ainda surgem muitas rebarbas, principalmente nos cantos das portas. Essa versão chega equipada com direção hidráulica, brake-light, computador de bordo e rodas aro 14. O modelo avaliado tinha como itens opcionais: ar-condicionado, airbag duplo, ABS, rádio/CD/MP3/Bluetooth, sensor de chuva e de luminosidade, retrovisor interno eletrocrômico, vidros traseiros elétricos e volante multifuncional.

A versão cedida para teste veio equipada com o motor 1.4 Fire EVO, o mesmo da geração anterior sem nenhuma alteração, o propulsor atinge 88 cv de potência a 5.750 rpm e 12,5 kgfm a 3.500 rpm com etanol, com gasolina, o motor chega a 85 cv a 5.750 rpm e 12,4 kgfm a 3.500 rpm, esse motor utiliza o sistema de injeção eletrônica Magneti Marelli IAW 7GF seqüencial indireta. Apesar de aparentemente fraco para empurrar os pouco mais de mil quilos do carro, o motor se saiu bem durante a avaliação, manteve-se linear nas acelerações e eficiente nas retomadas, só nas subidas mais íngremes que era necessário reduzir mais as marchas e pisar mais no acelerador. Segundo o fabricante ele acelera de 0 a 100 km/h em 12,2 s com etanol e 12,8 s com gasolina. A velocidade final ficou em 173 km/h.

Quando o quesito é segurança, a suspensão não deixa a desejar, o novo Palio Attractive usa o sistema McPherson na frente e eixo de torção na traseira, que foi retrabalhada especialmente para essa nova geração, deixando de lado os estilo “molenga” de dirigir. A nova suspensão, mesmo que macia, não deixa o hatch sair da linha e ficou mais estável, tanto em curvas, como em retas, acabando de vez com aquela sensação de insegurança. Fato que também privilegia o conforto interno dos ocupantes da cabine.

A palavra economia faz parte do vocabulário do novo Palio 1.4 Attractive, o hatch fez uma média de 9,5 km/l na cidade e 13,1 km/l na estrada, sempre com gasolina. Seu preço inicial é de R$ 33.100, já com o IPI reduzido. Comparado a à versão 1.0, o 1.4 traz alguns itens à mais como: alças de segurança traseiras, banco traseiro rebatível, 3° apoio de cabeça no banco traseiro,  faróis de neblina, chave canivete com telecomando, apóia-pé para o motorista, porta-luvas inferior com iluminação, embreagem com acionamento hidráulico, vidros elétricos dianteiros com onetouch e comando interno de abertura do tanque de combustível, luzes de leitura dianteiras com dimmer, porta-óculos, protetor de soleira nas portas, abertura elétrica do porta-malas, volante com regulagem de altura, travamento automático em velocidades acima de 20 km/h, porta-objetos móvel, volante com regulagem de altura e travas elétricas. Completo ele pode chega a quase R$ 43 mil.

[nggallery id=159]

*FICHA TÉCNICA

Motor: A gasolina e etanol, dianteiro, transversal, 1.368 cm³, com quatro cilindros em linha, duas válvulas por cilindro e comando simples no cabeçote. Injeção multiponto sequencial.

Transmissão: Câmbio manual com cinco marchas à frente e uma a ré. Tração dianteira.

Potência máxima: 88 cv e 85 cv 5.750 rpm com etanol e gasolina.

Aceleração de 0 a 100 km/h: 12,2 segundos e 12,8 segundos com etanol e gasolina.

Velocidade máxima: 171 km/h e 173 km/h com gasolina e etanol.

Torque máximo: 12,5 kgfm e 12,4 kgfm a 3.500 rpm.

Diâmetro e curso: 72,0 mm X 84,0 mm. Taxa de compressão: 12,4:1.

Suspensão: Dianteira do tipo McPherson, com rodas independentes, braços oscilantes inferiores transversais e barra estabilizadora. Traseira semi-independente, com eixo de torção com rodas semi-independentes.

Pneus: 175/65 R14.

Freios: Dianteiros a disco sólidos e traseiros a tambor. Oferece ABS como opcional.

carroceria: Hatchback em monobloco com quatro portas e cinco lugares. Com 3,87 m de comprimento, 1,67 m de largura, 1,51 m de altura e 2,42 m de entre-eixos. Airbags frontais como opcional.

Peso: 1.007 kg.

Capacidade do porta-malas: 280 litros.

Tanque de combustível: 48 litros.

Preço: R$ 34.290

Preço completo: R$ 42.984.

*Dados do fabricante

Texto e imagens: Marcus Lauria 0 CarpointNews

Compartilhe: