Palio Essence Dualogic 1.6 16v Flex 2012

CarroHoje.com

A Fiat lançou o último modelo do Palio em novembro do ano passado em um momento que outro carro seu, o novo Uno, o ultrapassava nas vendas. O modelo chegou em diversas versões, com visual totalmente renovado, motores nem tanto, buscando se reafirmar entre os consumidores brasileiros. Nós testamos por uma semana o modelo Essence Dualogic 1.6 16v Flex.

Este novo modelo do hatch ficou muito agradável em termos visuais. O carro é bonito por fora e por dentro e proporciona um bom prazer em dirigir. Nossa versão era completa, com todos os opcionais, trazendo recursos muito interessantes para m carro de entrada.

O motorista tem nessa versão regulagem de altura do banco e do volante, que por sinal é revestido em couro, traz botões de comando do rádio e alavancas borboleta para troca de marchas. Ao olhar em volta do habitáculo, vai encontrar um bom acabamento interno, com uso acertado de cromos, tons de cinza e prata fosco. Os porta-objetos estão bem posicionados, permitindo que você viaje com copos, telefones e outras coisas sem se preocupar. Apensar de tudo é possível notar algumas rebarbas nos cantos das portas.

De noite, o requinte aumenta com a iluminação do painel e do rádio CD/MP3/WMA, com entradas viva-voz Bluetooth e USB, que podem inclusive ser visualizadas pelo painel. Some toda essa sensação a uma acústica bem trabalhada, que mantém sua trajetória silenciosa.

Analisando o motor, o 1.6 16V E.torQ Flex de 115 cv na gasolina e 117 com Etanol move o Palio Essence com eficiência, acelerando e retomando regularmente em conjunto com o câmbio automatizado Dualogic. As respostas a uma pisada mais forte no acelerador são rápidas, tanto em modo sequencial como no automatizado deixando o motorista bem à vontade para acelerar.

Os sistemas de freio e suspensão são outros itens bem resolvidos no hatch. Para parar o Palio, o conjunto ABS/EBD proporciona uma frenagem rápida e sem travamento constante das rodas transmitindo muita segurança. O teste foi feito com o veículo descendo uma ladeira a aproximadamente 40 km/h, e o sistema se saiu bem, parando poucos metros à frente. A suspensão se mostrou macia e eficaz, absorvendo boa parte dos solavancos do asfalto do Rio de Janeiro. Nas curvas, o conjunto mantém o carro no traçado, mesmo em conversões mais fechadas.

Em uma avenida extensa, sem tráfego, ou em uma rodovia, o conforto do piloto automático é bem agradável. Marca-se a velocidade que se deseja manter, tire o pé do acelerador e o carro segue sem problemas. Uma pisada no freio interrompe a programação, mas a velocidade fica programada. Podendo retomar a velocidade registrada, basta acionar o comando e mesmo se estiver mais lento que o programado, o sistema acelera o Palio sozinho comodidade muito bem vinda para o Palio.

O câmbio automatizado Dualogic é aquele que precisa se tornar um pouquinho mais maduro como o restante dos sistemas do veículo. É louvável a proposta destas caixas no sentido de baratear o custo, mas o seu funcionamento pode incomodar os motoristas mais exigentes e detalhistas. O condutor fica livre do pé na embreagem, mas vai sentir pequenos trancos na hora das trocas. Na hora de subir uma ladeira, a intensidade pode aumentar. Em uma subida íngreme, o Dualogic quase parou o carro para reduzir uma marcha.

Em outros testes de modelos automatizados, já havia dito que caso você “saiba” como pisar no acelerador, as trocas são feitas bem suavemente. Porém imagino que o consumidor ao optar por um sistema deste, busca o conforto de poupar a troca manual e só, não aprender a controlar o giro do motor com o pé.

No conjunto, o Palio Essence Dualogic fica bem avaliado, mesmo com essa questão dos trancos nas mudanças de marcha. O motorista que optar por esta versão, sai com um carro confortável, silencioso e bem acabado. O espaço interno (entre-eixos 2,42 m) e porta-malas (290 litros) não são amplos, mas abrigam bem os padrões médios de uma família brasileira. Resumindo, é um modelo que tem elementos para agradar a maioria dos seus compradores. Com a redução do IPI, o preço do Palio Essence Dualogic caiu de R$ 41.480 para R$ 38.940, ou seja, 7% a menos.

[nggallery id=163]

*FICHA TÉCNICA

MOTOR

Posição         dianteiro, transversal

Cilindros       4 em linha

Cilindrada     1598

Diâmetro e curso     77 x 85,8 mm

Comando      fixo, SOHC 16V

Taxa de compressão          10,5:1

gasolina

Potência        115 cv a 5500 rpm

Torque           16,2 kgfm a 4500 rpm

álcool

Potência        117 cv a 5500 rpm

Torque           16,8 kgfm a 4500 rpm

collapse sectionTransmissão

Tipo    manual de 5 marchas

relação de marchas

1ª        3,909

2ª        2,238

3ª        1,52

4ª        1,156

5ª        0,838

Ré       3,909

Diferencial    3,867

collapse sectionCarroceria

Direção

Diâmetro de giro      9,9

Número de voltas

Eixo dianteiro

Suspensão   independente, McPherson

Freios            disco ventilado

Diâmetro e espessura        257 x mm

Rodas            De aço, aro 15 polegadas

Pneus            185/60 R15

Eixo traseiro

Suspensão   semi-independente, eixo de torção

Freios            tambor

Diâmetro e espessura        203 x mm

Rodas            De aço, aro 15 polegadas

Pneus            185/60 R15

OPCIONAL

Pintura metálica.

*Dados de fábrica

Texto e imagens: Marcus Lauria – CarpointNews

Compartilhe:

Next Post

Troller T4 2013

O linha 2013 do T4 da Troller conta com alterações estéticas leves e um novo modelo. No visual a grade foi retocada além de outros […]