Mecânica Online: quem consome mais combustível? Volkswagen Gol 1.6 litro ou Boeing 747-400 – Parte II – CarroHoje.com – Revista digital de automóveis.

CarroHoje.com – Revista digital de automóveis.

Fique por dentro dos lançamentos e notícias da indústria automotiva, competições, clássico s e mais sobre o mundo do carro.

Mecânica Online: quem consome mais combustível? Volkswagen Gol 1.6 litro ou Boeing 747-400 – Parte II

Na edição anterior começamos um desafio para descobrir quem tem o menor consumo de combustível por passageiro: o automóvel ou o avião? – E aí, já descobriu quem leva a melhor quando consideramos o consumo de combustível entre um Volkswagen Gol 1.6 litro e um Boeing 747-400? Traçamos a rota entre Guarulhos (SP) e Manaus (AM) como desafio e agora vamos revelar quem realmente vence nosso desafio: o automóvel ou o avião?

O consumo médio do Volkswagen Gol na estrada com quatro pessoas a bordo, carga de bagagem completa, fica na média de 12 km/l, de forma que precisaríamos de 323 litros de gasolina para fazer o percurso entre São Paulo e Amazonas (3.873 quilômetros por via terrestre). Desconsiderando nosso “tripulante”, o motorista, ficamos com um consumo aproximado de 108 litros de gasolina para cada um dos três passageiros a bordo. Vamos considerar que a velocidade média em nossa viagem com o veículo fique em 80 km/h.

Agora vamos para o Boeing. Em velocidade de cruzeiro (926 km/h) o 747-400 tem um consumo horário de 15.000 litros de querosene, com nível de voo em 35 mil pés, cerca de 10.668 metros de altitude em relação ao nível do mar. A temperatura externa é de 50º C negativos. O tempo para realizar o percurso é de 181 minutos, ou seja, 3 horas e um minuto. Dessa forma a aeronave vai precisar de 45.250 litros de querosene, ou seja, 109 litros para cada um dos 416 passageiros.

Para quem poderia pensar que o Boeing 747-400 seria mais econômico a diferença foi mínima. O automóvel com menos de um por cento de diferença foi mais econômico que o avião. Enquanto na média o Gol precisa de 108 litros de gasolina por passageiro, o avião necessita de 109 litros de querosene. Para que não haja dúvidas, o automóvel teve um consumo menor de combustível quando comparamos seus dados no universo matemático que utilizamos para essa demonstração.

Apesar da vitória do Volkswagen Gol, o tempo médio da viagem com o automóvel seria de pelo menos 49 horas, rodando de forma continuada e sem considerar as paradas necessárias para repouso e reabastecimento. O Boeing precisou de apenas 3 horas para chegar ao destino.

Na hora que consideramos a carga transportada, a vantagem do Boeing é muito superior. O custo benefício do transporte aéreo ficaria muito mais interessante. Normalmente o fator preço tem importância direta, e o combustível utilizado na aviação é cerca de 35% mais caro que a gasolina automotiva. Agora é hora de você arrumar as malas e viajar! Seja de carro ou mesmo de avião, a engenharia segue buscando alternativas para tornar mais eficiente os meios de transporte.

 

MECÂNICA ONLINE

  • A Ford preparou grandes novidades para os visitantes do Salão Internacional do Automóvel de São Paulo 2012, que será realizado de 24 de outubro a 4 de novembro. Mas já é possível conferir os destaques e outras atrações que estarão no seu estande, o Ford Design Hall 2012, no site http://www.designhall.com.br/.
  • Depois de anunciar o lançamento do Fusca no Salão Internacional do Automóvel de São Paulo, a Volkswagen antecipa que a Amarok Canyon, versão conceitual de sua consagrada pick-up média Amarok, também será um dos destaques da marca no evento.  Configurado especificamente para a prática radical da canoagem, o protótipo demonstra a versatilidade do utilitário Volkswagen para aplicações especiais.
  • Durante o Salão Internacional do Automóvel 2012 a Fiat Automóveis terá em seu estande duas grandes atrações para o público: Ferrari 458 Spyder e MaseratiGranCabrio Sport. Máquinas dos sonhos, estes dois modelos conversíveis trazem sob os seus capôs motores V8 de alta performance. A Ferrari 458 Spyder tem 570 cv de potência máxima, enquanto a MaseratiGranCabrio Sport, 450 cv.
  • O Novo Audi A3 Sportback que foi revelado no Salão do Automóvel de Paris como um autêntico representante do DNA da marca alemã, e uma das grandes atrações do evento europeu,  também será destaque, quase simultaneamente, do estande da Audi no Salão do Automóvel de São Paulo.
  • A PSA Peugeot Citroën atinge a marca de 1 milhão de veículos produzidos no Brasil, no seu Centro de Produção de Porto Real, no Estado do Rio de Janeiro. O milionésimo automóvel brasileiro é um Novo Citroën C3 1.6 Exclusive, que sai da linha de produção 11 anos depois de o Grupo PSA ter inaugurado a sua unidade industrial brasileira e no momento em que a capacidade instalada da fábrica está sendo ampliada.

Compartilhe: