Chevrolet Sonic sedã AT 1.6 16V Flex (avaliação) – CarroHoje.com – Revista digital de automóveis.

CarroHoje.com – Revista digital de automóveis.

Fique por dentro dos lançamentos e notícias da indústria automotiva, competições, clássico s e mais sobre o mundo do carro.

Chevrolet Sonic sedã AT 1.6 16V Flex (avaliação)

A Chevrolet resolveu mudar um pouco a mesmice encontrada na linha atual da marca, com desenhos ousados encontrados nos recentes lançamentos da marca no Brasil, como Agile, Cobalt e Spin. O Sonic sedã, avaliado pelo site se destaca pelas linhas originais e até atraentes a bons olhos.

O modelo, em sua versão hatch e sedã estavam previsto para ser lançado no final de 2012, mas a Chevrolet resolveu antecipar a sua chegada para junho, deixando a concorrência ainda mais acirrada em nosso mercado. Oferecido nas versões LT e LTZ, com câmbios manual e automático e modelo chega bem completo e com preço competitivo no segmento dos compactos premium.

O Sonic é fabricado na planta de Bupyong-Gu, na Coreia do Sul, mas até o fim de 2012, passará a vir do México. Porém, sem alteração dos preços. De acordo com a montadora, a estratégia de preço está definida e será mantida. Tanto para o hatch quanto para o sedã, as versões têm um pacote de itens de série bem atraente. Já na versão de entrada LT o modelo oferece ar-condicionado, direção hidráulica, trio elétrico, airbag duplo, ABS e rodas de liga leve aro 15. Enquanto que a versão avaliada LTZ acrescenta sensor de estacionamento, faróis de neblina, comandos do som no volante, rodas de liga leve aro 16 e detalhes como apliques cromados nas maçanetas internas e apoio de braço entre os bancos dianteiros. A tampa
do porta-malas possui um discreto aerofólio incorporado para melhorar a aerodinâmica com um coeficiente aerodinâmico, Cx de 0,33.

São 2,52 metros de entre-eixos (sendo 2,62 m para o Cobalt) e 4,39 m de comprimento, sua carroceria é mais acertada que o “primo” mais velho. Visto de frente chamam a atenção à grade bipartida, com a gravatinha dourada ao centro, à frente em cunha e as linhas demarcadas. Os faróis têm um formato curioso, com piscas e projetores com lente própria, de policarbonato sem a tradicional lente de vidro ou plástico que envolve o conjunto, mostrando um efeito 3D. Visto de traseira, o sedã exibe linhas mais discretas, com lanternas no formato normal, com lente inteiriça e que invadem a tampa do porta-malas. Como em poucos sedãs, a dianteira se harmoniza com a traseira, ajudado pelo caimento suave do teto, formando linhas agradáveis. Mas durante o teste alguns gostaram do designer e outros não aprovaram as curvas do sedã.

Por dentro, o novo padrão Chevrolet pode ser notado logo de cara, tanto no acabamento dos bancos como painel e portas. A surpresa fica por conta do pequeno painel de instrumentos, com layout inspirado nas motos. Essa área fica exposta, sem a proteção comum em outros modelos e parece flutuar atrás do volante. Saltam os olhos os conta-giros (analógico) e o velocímetro (digital). Enquanto que as informações do computador de bordo se limitam ao canto direito do painel. Em volta, várias luzes-espia alertam o motorista em caso de algum possível problema. Além de vários porta-trecos espalhados pelo interior, o Sonic tem um porta-luvas bipartido, onde na parte superior encontram-se as entradas especiais (auxiliar e USB) do sistema de som. O painel tem plástico duro, mas de boa qualidade e agradável aos olhos e ao toque e dão a sensação de um duplo cockpit.

O conforto a bordo é garantido, os bancos são confortáveis e macios. Para quem vai atrás, as pernas não encostam no banco dianteiro, mesmo com ele todo para trás e a cabeça não bate no teto, mas isso são para as pessoas com menos de 1,90 metros. Já a capacidade do porta-malas é suficiente para os cinco ocupantes, cabem 477 litros, ou 212 litros à mais que o hatch. O volante com comandos para o som e o controlador de velocidade de cruzeiro é o mesmo do Cruze e tem boa empunhadura.

Sob o capô, está o moderno motor 1.6 16V flex Ecotec de 120/116 cv, com quatro-cilindros. O propulsor oferece recursos como duplo comando de válvulas variável e coletor de admissão com comprimento de dutos também variável. De acordo com a Chevrolet, com esse propulsor o modelo faz de 0 a 100 km/h em 11,4 segundos, com um consumo urbano de 7 km/l com etanol e 9,2 km/l na estrada. Em conjunto está o bem escalonado câmbio automático de seis velocidades, o mesmo do Cruze e na minivan Spin, porém com um sistema diferente
de passagem das marchas no modo seqüencial, que é feito por meio de um botão na alavanca, posição essa um pouco desapropriada para passar as marchas.

O Sonic sedã é muito agradável de dirigir, tem a suspensão acertada e calibrada para o nosso asfalto lunar. As acelerações são lineares, graças à calibração do acelerador eletrônico, que prioriza a pronta resposta ao pisar no pedal. A direção hidráulica facilita as manobras, mas a concorrência já utiliza a o sistema elétrico, muito mais útil em balizas.

Entre os seus principais concorrentes estão o Honda City e o New Fiesta sedã. O Sonic sedã parte de R$ 56.100 para a versão LTZ com cambio automático. Entre seus principais concorrentes estão o Honda City LX automático, que sai a R$ 57.550 e o Ford New Fiesta sedã, por R$ 52.810.

[nggallery id=182]

*FICHA TÉCNICA:

MOTORIZAÇÃO Ecotec
Injeção eletrônica de combustível M.P.F.I.
Numero de cilindros 4 em linha
Potência Máxima Líquida (ABNT NBR 5484/ISO 1585) 120CV (88KW) @ 6000 rpm (Etanol) – 116CV (85KW) @ 6000 rpm (Gas)
Taxa de compressão 10,8:1
Tipo Tranversal flexfuel
Torque Máximo Líquido (ABNT NBR 5484/ISO 1585) 16,3 kgm (160 Nm) @ 4000 rpm (Etanol) / 15,8 kgf (155 Nm) @ 4000 rpm (Gas)
Válvulas, total DOHC, quatro válvulas por cilindro
TRANSMISSÃO Ecotec
Tipo MXP Manual de 5 Velocidades / MH9 Automática de 6 velocidades
FREIOS Ecotec
Dianteiros Discos ventilados dianteiros
Sistema Sistema de freios anti-blocantes (ABS)
Traseiros Tambores traseiros

Suspensão e Tração
TRAÇÃO Ecotec
Tipo Tração dianteira
Tipo MXP Manual de 5 Velocidades / MH9 Automática de 6 velocidades

DIMENSÕES
Altura 1.517
Comprimento Total 4.399
Distância entre eixos 2.525

CAPACIDADES Z
Porta-malas 455 (ISO)
SISTEMA ELÉTRICO
Alternador 100A 100A
Bateria 12V, 60Ah 12V, 60Ah
Carga útil, com 5 passageiros mais bagagem 420 (MT) / 412 (AT)

*Dados do fabricante

Texto e imagens: Marcus Lauria – CarpointNews

Compartilhe: