Mecânica On Line: aço mais leve e resistente

mecanica_on_line

Com alta capacidade de modelagem, novo material reduzirá 17% no peso dos novos veículos – Você sabia que todo 09 de abril é comemorado o “Dia Nacional do Aço”? Material definido como uma liga de ferro carbono com usualmente teor de até 2% de carbono, sendo dividido nas categorias de aços não-ligados, aços inoxidáveis e outros aços ligados.

No Brasil, a produção siderúrgica teve início em 1925, e a indústria automobilística é uma das principais consumidora desse tipo de produto no desenvolvimento do automóvel. Recentemente a Nissan anunciou que utilizará um novo tipo aço, mais leve e resistente em sua linha de produção.

O “Advanced High Tensile Strength Steel” (aço avançado de alta resistência), conhecido como AHSS, foi desenvolvido dentro da estratégia de buscar a redução do peso de seus modelos e melhorar os níveis de consumo de combustível. A Nissan estima que a novidade irá diminuir em até 17% o peso final dos veículos.

O primeiro modelo a receber esse aço de alta resistência será o sedã esportivo de luxo Infiniti Q50, lançado este ano em Detroit e que será vendido no Brasil a partir do fim do ano que vem. Os veículos Nissan começam a ser produzidos com a inovadora liga metálica a partir de 2017.

O AHSS é um aço avançado ultra resistente, de 1,2 GPa (Gigapascal – unidade padrão de medição da resistência à tensão), com alta capacidade de moldagem. Foi desenvolvido pela Nissan em parceria com a Nippon Steel & Sumitomo Metal Corporation e a Kobe Steel, Ltd., e traz como principais diferenciais o alto índice de elasticidade e maiores resistência e maleabilidade.

Esses atributos permitem que ele seja utilizado na produção de componentes com formatos complexos, algo difícil de ser realizado até então, principal motivo para sua criação. A Nissan se tornará assim a primeira fabricante de automóveis a utilizar em larga escala esse tipo de aço na produção de partes estruturais prensadas a frio.

O novo aço não requer alterações nas linhas produções já existentes e representa significativa redução na quantidade de material utilizado para a fabricação de um veículo. Assim, haverá também redução no custo total de produção por unidade.

A criação do AHSS é parte do plano ambiental “Nissan Green Program 2016”, que visa a redução, até o final do ano-fiscal 2016, de até 35% nos níveis de consumo de combustível de seus modelos, em relação aos valores de 2005. A empresa pretende ampliar, a partir de 2017, para até 25% do peso total por produto o nível de aplicação desse tipo de material em seus novos lançamentos.

 

MECÂNICA ONLINE

  • Durante apresentação do Novo Cerato à imprensa no último final de semana, José Luiz Gandini, presidente do Grupo Gandini e representante da Kia Motors no Brasil, deixou claro não haver mais dúvidas de que os carros da marca coreana serão fabricados o quanto antes no País. “Vamos ter uma fábrica da Kia no Brasil. Por mim ela já tinha sido construída há muito tempo, mas ainda não sabemos quando será feita por indefinição do Grupo Hyundai-Kia. A decisão deverá ser tomada ainda este ano.”
  • O vídeo viral do novo Classe A, que mostra o automóvel “dançando” ao som da música Passinho do Volante,de MC Federado e os Leleks, divulgado na noite de 03 de abril, apresentou um dos maiores índices de compartilhamento da publicidade atual e foi noticiada nos maiores veículos de comunicação on-line e do meio automotivo. Em 36 horas, ultrapassou 1.000.000 de visualizações.
  • No ranking publicado pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) da França, a PSA Peugeot Citroën se destaca mais uma vez como a empresa – de todos os setores – com o maior número de registro de patentes, pelo sexto ano consecutivo com 1.348 patentes registradas na França em 2012.
  • Confiabilidade, robustez e, acima de tudo, segurança são atributos que não podem faltar a veículos destinados a proteger seus ocupantes em qualquer cenário. São qualidades como essas expostas no estande da Iveco na LAAD, mostra internacional de defesa e segurança, que será realizada de 9 a 12 de abril, no Riocentro (RJ). Destaque para o blindado Guarani – já em produção no Brasil –, além da versão militarizada do off-road Trakker e o LMV, um veículo leve de tração integral, amplamente utilizado por exércitos europeus.

tarcisio_assinatura