Passat e Sharan, da Volkswagen, trazem o front end feito com Ultramid da BASF

basf_front_end

O Grupo Volkswagen está usando o front-end feito a partir do plástico Ultramid® da BASF nos novos modelos do Passat e Sharan. A aplicação foi possível após a integração no Golf VII, na qual uma peça híbrida de polipropileno/aço foi substituída por uma peça feita totalmente de plástico com o Ultramid® B3WG8 – processo que contou com o completo serviço de simulação da BASF. Desta forma, a poliamida 6 da BASF garante que os front-end sejam consideravelmente mais leves do que os modelos anteriores, economizando tempo de instalação e custos. A poliamida 6 (Ultramid® B), globalmente disponível, é fabricada em plantas de produção certificadas com a gestão da qualidade orientada para o processo. Assim, a BASF satisfaz os requisitos que os fabricantes de automóveis têm em termos de eficiência de custos, fornecimento confiável e flexibilidade.

O novo Passat foi nomeado o “Carro do Ano” europeu em 2015, graças às suas inovações em matéria de segurança, design e qualidade em geral, entre outras características. O front-end do Passat é a maior peça de poliamida no veículo e pesa cerca de 2,6 kg. O Ultramid® B3WG8 utilizado é reforçado com 40% de fibras de vidro e possui uma excelente combinação de resistência à fadiga e resistência mecânica. Isso significa que a peça de plástico possui a rigidez apropriada sob carregamento dinâmico para a aplicação em questão e também atende às especificações dos fabricantes de automóveis em relação à aceleração e comportamento de vibração de todo o front-end e sistema de radiador.

Graças a um design moderno, as proporções do Passat são muito mais dinâmicas, apresentando uma carroceria mais baixa, maior distância entre os eixos e rodas maiores, entre outras funcionalidades. O front-end de plástico contribui para essas inovações por ser muito mais fino do que seu antecessor e por utilizar de uma melhor forma o espaço estreito de instalação.

Simulação com Ultrasim®: uso de dados mais específicos

As várias situações de carregamento dinâmico, algumas muito exigentes, foram calculadas para o Golf VII com a ferramenta de simulação da BASF Ultrasim®. Foi possível transferir, sem problemas, esses resultados para os front-end no Passat e Sharan, pois o Ultrasim® pode ser perfeitamente integrado no sistema de simulação do fabricante de automóveis. Para este propósito, por exemplo, foram usados dados específicos para a simulação da peça em poliamida, os quais descrevem precisamente os efeitos da temperatura, umidade e nível de carregamento dinâmico.

%d blogueiros gostam disto: