Chevrolet Cruze 2017

cruze1

A Chevrolet apresenta o Novo Cruze, que chega como o carro de passeio mais surpreendente já comercializado pela marca no Brasil. Além de profundas mudanças visuais, estruturais e mecânicas, o modelo agrega um pacote tecnológico nunca antes ofertado em um sedã médio de produção regional.

A segunda geração do Cruze, aliás, começa a impressionar ainda parado. A silhueta tipo “cupê de quatro portas” e as linhas elegantes esculpidas na carroceria externam este conceito vanguardista do carro. O dinamismo também aparece nas proporções do sedã, que ficou ligeiramente maior.

Tudo isso para melhor aproveitamento do espaço da cabine, que ganha também sofisticação e uma extensa lista de equipamentos de conforto, conveniência e segurança, como o sistema de estacionamento automático e o assistente de permanência na faixa – caso ele perceba que o carro está saindo da pista involuntariamente, um sinal é emitido e a trajetória poderá ser corrigida automaticamente pelo veículo.

Outra novidade é o inédito motor com tecnologia Ecotec turbo com Stop/Start e injeção direta de combustível. Ele agrega o melhor dos dois mundos: elevada potência típica de esportivos com cilindrada superior, com um consumo similar ao de compactos 1.0.

Assim como o propulsor, a transmissão automática de seis velocidades também é a mesma utilizada no recém-lançado Novo Cruze norte-americano. Para o mercado brasileiro, no entanto, o conjunto foi aperfeiçoado para poder rodar com gasolina e etanol (flex), o que resultou ainda em um ganho de potência e torque.

Os 153 cavalos, os 24,5 kgfm de força e a boa posição de guiar tornam a condução extremamente prazerosa. Nota-se que o sedã está muito mais ágil, tanto em arrancadas como em retomadas de velocidade. O turbo auxilia nesta tarefa, colaborando igualmente para um maior silêncio a bordo.

Em relação a conectividade, ponto forte dos modelos Chevrolet, o Novo Cruze mostra por que continua sendo a vitrine tecnológica da marca. O multimídia é de última geração e traz Android Auto e Apple CarPlay, tela de 8 polegadas de alta definição capacitiva, navegador embarcado e comando de voz.

O computador de bordo colorido no centro do quadro de instrumentos é outro capítulo à parte. Permite ao condutor configurar e monitorar as mais variadas funções do veículo, como a pressão de cada um dos pneus, níveis de uso do óleo e da bateria; enquanto um avançado sistema orienta a dirigir da forma mais econômica, mostrando inclusive a evolução recente neste quesito.

Para a versão 2017 do Cruze, o OnStar soma aos serviços de emergência, segurança, proteção patrimonial, concierge e conectividade a nova versão do aplicativo com o alerta de valet (o dono recebe uma mensagem caso o manobrista se distancie mais de 500 metros com o carro).

Exclusividade que estreia no OnStar do sedã é a orientação de navegação feita por meio de setas na tela do computador de bordo e comando de voz.

“O Novo Cruze sem dúvida irá impactar o mercado, pois eleva o patamar de qualidade, de performance e de estilo do segmento. Até porque o carro foi desenvolvido para atender um perfil crescente de clientes de sedã, o entusiasta por tecnologias inovadoras”, salienta Santiago Chamorro, presidente da General Motors.

Em relação à capacidade de inovação, o executivo compara o Novo Cruze a outros sedãs icônicos da Chevrolet, como a segunda geração do Vectra e o Omega.

O Novo Cruze chega em duas configurações de acabamento: LT (luxo) e LTZ (alto luxo). São seis opções de cores, entre elas quatro metálicas inéditas: Branco Abalone, Vermelho Edible Berries, Cinza Satin Steel e Preto Ouro Negro. O Branco Summit e o Prata Switchblade completam o catálogo.

O modelo está previsto para chegar às concessionárias Chevrolet a partir de junho, para demonstração e test-drive. No mês seguinte começam as entregas aos primeiros consumidores. A garantia do veículo é de três anos.

Cupê de quatro portas

Modelo global de maior sucesso comercial da Chevrolet no mundo com mais de quatro milhões de unidades emplacadas, o Cruze 2017 traz para seu segmento um novo conceito arquitetônico de carroceria, com perfil dinâmico, otimizado e desenvolvido em túnel de vento.

A silhueta do veículo é marcada pela caída mais acentuada do teto em direção ao porta-malas, que tem tampa curta e alta como a linha de cintura do sedã. As rodas de alumínio de 17 polegadas e as linhas marcantes pelas formas musculares na lateral reforçam o caráter esportivo.

Influenciado pelos novos Chevrolet Impala e Malibu, demonstra a mais nova expressão global do DNA da marca, com os faróis e a grade superior integrados, porém sem abandonar o conceito “dual grille”, com entradas de ar bipartidas.

No para-choque frontal, destacam-se os apêndices aerodinâmicos, incluindo o spoiler integrado à base e as asas esculpidas que ressaltam os faróis auxiliares. Por todo conjunto ser marcado por linhas horizontais, a impressão é que o carro é mais largo e baixo.

A traseira alta reforça o ar imponente do sedã, e as lanternas lembram as do Camaro, pela disposição das lâmpadas e pela assinatura luminosa que cria à noite.  Enquanto o para-choque é marcado por vincos e por defletores nas extremidades. No teto chama a atenção um discreto aerofólio que integra a terceira luz de freio.

O desenho da segunda geração do Cruze é resultado da inspiração dos projetistas e do resultado dos testes de otimização aerodinâmica feitos em modernos túneis de vento. Com isso, chegou-se ao coeficiente de arrasto de apenas Cx 0.30.

Em relação às proporções da carroceria, o Novo Cruze ficou 62 mm mais comprido, 9 mm mais alto e seu entre-eixos é 15 mm maior que o antecessor.

Interior mais aconchegante

Novas proporções e dimensões possibilitam um interior com mais espaco e conforto aos ocupantes.

O interior enfatiza a interação humana com a tecnología e conetividade. O redesenho dos painéis de instrumento e das portas, além da redistribuição dos consoles com porta-objetos contribuíram para um ambiente mais ergonômico e aconchegante.

O conceito “dual-cokpit” que separa bem a área do painel destinada ao motorista e ao carona foi mantido no modelo 2017, mas com um novo design.

A começar pela direção elétrica com regulagem de altura e profundidade. Multifuncional, o volante agora agrupa teclas na parte dianteira e traseira, permitindo um maior número de integrações com o veículo.

O quadro de instrumentos de fácil leitura traz os principais dados do veículo e pode vir com um computador de bordo de última geração. Conta com tela colorida de 4,2 polegadas e cinco modos de visualização: informações gerais do veículo, como pressão dos pneus, vida útil do óleo e distância do carro da frente; informações do sistema de áudio; informações do sistema de telefonia; informações sobre o sistema de navegação e um menu configurável que permite, por exemplo, exibir a velocidade de maneira digital.

O computador de bordo ainda possui a função ECO que auxilia o motorista a dirigir de maneira a privilegiar o menor consumo de combustível. É possível inclusive consultar o desempenho do carro neste quesito nos últimos 50 quilômetros percorridos.

Na parte superior central do painel está a mais nova geração do sistema multimídia da Chevrolet, o MyLink 2, com tela de 8 polegadas capacitiva de alta definição, além de Android Auto e Apple CarPlay, que permitem maior integração com o smartphone do usuário. Comando de voz e navegação embarcada estão disponíveis.

O novo painel é também caracterizado pelo acabamento mais refinado, com materiais “soft touch” (macio ao toque) e cromados. O revestimento premium dos bancos e dos painéis das portas é igualmente inédito. Na versão LT a cor predominante é o preto, já na LTZ, o cinza impera.

Nos dois, um charmoso guia de LED azul agora emoldura os comandos do multimídia e do ar-condicionado digital, facilitando a localização das teclas principalmente à noite.

Em outro patamar

Herança da geração anterior, o Novo Cruze vem completo desde a versão mais acessível. Além dos itens comuns a modelos de sua categoria, o Chevrolet traz controle eletrônico de tração e de estabilidade, freios ABS com EBD (distribuição da força de frenagem) e PBA (frenagem de emergência), direção elétrica, luz de condução diurna, controle de cruzeiro, abertura e fechamento dos vidros por controle remoto, tomada de 12V também para os ocupantes traseiros, revestimento premium dos bancos, OnStar e sistema isofix de fixação de cadeirinha infantil.

O assistente de partida em rampas, o sistema de monitoramento da pressão dos pneus, a câmera de ré, o sensor de estacionamento, o sistema de áudio de alta definição e o multimídia MyLink também passam a ser equipamentos de série a partir de então.

Já a versão topo de linha (LTZ) soma entre outros airbags laterais e de cortina, faróis com regulagem de altura e luz de condução diurna em LED, sensor de estacionamento dianteiro e traseiro, sensor de chuva, sensor crepuscular, abertura das portas por sensor de aproximação na chave e partida por botão no painel, acionamento da ignição por controle remoto, retrovisores externos com rebatimento elétrico e aquecimento, retrovisor interno eletrocrômico, multimídia MyLink com GPS integrado, acabamento da grade e das maçanetas externas em cromo, rodas escurecidas.

“A novidade para a versão LTZ do Novo Cruze é um pacote Hi-Tech jamais oferecido em veículos do segmento e que coloca o sedã médio da Chevrolet no mesmo patamar tecnológico de modelos premium importados de preço e categoria superiores”, explica Hermann Mankle, diretor de marketing da Chevrolet.

O pacote se destaca pelos seguintes itens:

  • Assistente de permanência na faixa
  • Alerta de colisão frontal
  • Alerta de ponto cego
  • Sistema de estacionamento automático
  • Farol alto inteligente
  • Carregador de celular sem fio
  • Banco do motorista com ajustes elétricos

O assistente de permanência na faixa possui uma câmera na parte superior do para-brisas que “lê” as faixas da via e faz eventuais correção na trajetória do veículo ao perceber que ele está saindo involuntariamente da pista.

O alerta de colisão frontal é um equipamento de segurança bastante útil no dia a dia. Por meio dele, o motorista estabelece eletronicamente uma distância mínima em relação ao veículo à frente, podendo, por exemplo, ser alertado caso o outro automóvel sofra uma redução de velocidade repentina. Além de luzes vermelhas piscarem na base do parabrisa, um alarme soa pelos alto-falantes do carro.

O alerta de ponto cego auxilia o motorista em mudanças de faixa. Uma luz acende no retrovisor externo atentando da presença ou da aproximação de um outro automóvel ou de uma motocicleta em tráfego lateral.

O sistema de estacionamento automático ajuda o motorista a estacionar em vagas paralelas e perpendiculares. Radares e sensores espalhados pela carroceria identificam os obstáculos em volta e o volante esterça sozinho. Ao condutor, basta seguir as instruções no computador de bordo de quando acelerar e frear o veículo, por exemplo.

Já o sistema de iluminação inova com os faróis altos inteligentes, sistema que altera o facho de acordo com o tráfego para não ofuscar, por exemplo, a visão do motorista do veículo que vem em sentido contrário.

Outra inovação que chega com o Novo Cruze é compartimento no console central com tecnologia capaz de carregar o smartphone via indução eletromagnética. Basta colocar o telefone compatível com essa tecnologia neste espaço para que sua bateria seja recarregada sem a necessidade de fios.

Referência em dinâmica veicular

O Novo Cruze adota uma arquitetura inédita, 25% mais rígida em torção e 21% leve que a do seu antecessor, com evoluções em segurança estrutural e dinâmica veicular.

Para isso, o sedã da Chevrolet ampliou a adoção de materiais mais nobres, como o alumínio e ligas de aço mais resistentes. Ao todo, a versão 2017 “emagreceu” quase 100 quilos.

De acordo com o engenheiro-chefe global do projeto, Ron Arnesen, a leveza do chassi explica o excelente comportamento dinâmico do modelo, projetado para ser prazeroso de dirigir e muito tecnológico.

Além do baixo peso, a plataforma do sedã da Chevrolet foi criteriosamente acertada para o gosto do consumidor brasileiro e às condições das vias locais, oferecendo uma excelente dirigibilidade sem comprometer o conforto a bordo.

A maior distância entre-eixos e novo posicionamento do eixo traseiro, mais próximo da carroceria, contribuíram para uma melhor dirigibilidade e balanço.

Foco em eficiência energética

O Cruze 2017 estreia o novo motor Ecotec 1.4 Turbo Flex de elevada potência. Apesar de desenvolver até 153 cavalos e 24,5 kgfm de torque, seu grande trunfo é o baixo consumo de combustível, similar ao de veículos equipados com propulsores 1.0.

Com baixa emissão de poluentes e nota “A” no selo de eficiência energética do Inmetro, o Novo Cruze percorre, de acordo com dados do instituto, com gasolina, 11,2 km/l na cidade e 14 km/l na estrada; com etanol, 7,6 km/l e 9,6 km/l, respectivamente. Na média, é cerca de 30% mais econômico que o modelo de geração anterior.

Várias tecnologias contribuem para esses números. No motor, o turbocompressor, a injeção direta de combustível, o cabeçote com coletor de escape integrado, além de bloco e cárter também de alumínio, o comando variável de válvulas e o sistema Stop/Start, que desliga momentaneamente o motor enquanto o veículo para no semáforo, por exemplo. Já a plataforma contribui com menor massa, melhor aerodinâmica e tecnologias para redução do arrasto.

Essa modernidade se reflete ainda em boa agilidade no trânsito, tanto em arrancadas como em retomadas de velocidade e manobras de ultrapassagem, pois o motor turbo disponibiliza 90% do seu torque numa faixa plana entre 1.500 rpm e 5.000 rpm. Já a potência máxima ocorre entre 5.600 rpm e 6.000 rpm.

A transmissão automática de seis velocidades é de terceira geração, a mesma utilizada no Cruze norte-americano. Ela caracteriza-se pela suavidade e agilidade das trocas de marcha e é capaz de se adaptar ao modo de condução do condutor. Possui paralelamente sistema Active Select, que permite a troca manual por meio da alavanca do câmbio.

OnStar

Assim como a linha de produtos da Chevrolet, o OnStar está em constante evolução. O Novo Cruze estreia o sistema de navegação com indicação por setas de direção no display do computador de bordo do painel. Outra novidade está no deslocamento dos comandos para um pequeno painel no teto, logo acima do retrovisor.

Exclusividade da marca Chevrolet no país, o OnStar é um sistema de telemática avançado que oferece ao motorista mais de 20 serviços de emergência, segurança, navegação, concierge e conectividade em um patamar jamais visto no mercado automotivo nacional.

Já incorpora o alerta de valet que debutou na Nova S10. Ao ativá-lo, o usuário recebe uma mensagem caso o manobrista se distancie de um raio de 500 metros com o carro. Em caso de concessão do veículo a um terceiro, é possível monitorar o deslocamento do automóvel e saber se ele ultrapassou o limite de velocidade predeterminado. Tudo através do aplicativo para smartphones.

O alerta de rodízio do OnStar também foi aperfeiçoado recentemente. Agora o motorista é avisado quando seu veículo se aproxima da zona de restrição ou quando se dá partida no veículo em local e horário restrito à circulação.

Outra comodidade incorporada é que pressionando o botão da esquerda do OnStar, o usuário consegue acionar, por comando de voz, serviços como os alertas de velocidade e o de valet, chamar o serviço de assistência mecânica ou ainda iniciar a navegação de algum destino cadastrado no aplicativo.

Pressionando o botão azul do OnStar, o motorista é conectado a uma central com atendimento humano que oferece serviços como pesquisas rápidas na internet, reservas e informações sobre situações de tráfego (vias alagadas ou bloqueadas).

Pode-se igualmente acionar o botão vermelho de emergência para solicitar assistência mecânica, elétrica ou médica.

A comunicação entre os ocupantes e o atendente do Centro de Atendimento ocorre por meio de uma linha celular exclusiva do veículo, que transmite a conversa pelos autofalantes e microfones do sistema “hands-free” do carro.

O OnStar também avisa quando o automóvel está sendo furtado ou envolveu-se em um acidente que resultou na deflagração dos airbags.

Isso acontece porque os sensores espalhados pela carroceria são capazes de detectar situações de anormalidade e alertam o Centro de Atendimento. Profissionais capacitados então fazem a análise da situação e solicitam, se necessário, o auxílio das autoridades competentes.

O OnStar também permite que o usuário comande funções do veículo por meio de um aplicativo para smartphone, como o travamento das portas.

Pelo app ainda é possível programar para receber notificações quando o veículo inicia uma nova movimentação, saber qual é a sua localização atual e ainda pedir para ser avisado quando o velocímetro ultrapassar o limite de velocidade predeterminado – recursos úteis principalmente quando o automóvel é cedido a terceiros.

O aplicativo é compatível com os sistemas Android e IOS e pode ser baixado na Play Store e agora também na Apple Store.

No Novo Cruze, a Chevrolet oferece como cortesia o serviço OnStar por 12 meses. O processo de habilitação pode ser iniciado na concessionária. Na sequência, o cliente recebe um e-mail para finalizar seu cadastro e dar seu aval para a ativação.

cruze2 cruze3 cruze4 cruze5 cruze6

%d blogueiros gostam disto: