Aston Martin Valhalla (2020)

O nome Valhalla vem da mitologia nórdica, assim como a Valquíria . Assim será nomeado o esportivo híbrido cuja produção será limitada, a 500 unidades. Ambos o nome mantém a uma tradição que começou com a primeira Vantage em 1951: usar denominações que começam com V para as versões mais poderosas e esportivas.

O sistema híbrido conta com um motor traseiro com motor central, seis cilindros e turbo compressor, além de um motor elétrico. A carroceria é feita de fibra de carbono, que também estará presente em outros componentes do futuro supercarro.

%d blogueiros gostam disto: