O Cayenne Turbo S E-Hybrid é o mais potente e veloz Cayenne já fabricado. Sua potência de 500 kW (680 cv) e seu torque máximo de 900 Nm permitem que ele acelere de 0 a 100 km/h em 3,8 segundos e atinja uma velocidade máxima de 295 km/h. Uma variedade de inovadores sistemas de chassi possibilita uma perfeita combinação entre agilidade de carro-esporte, conforto em longas distâncias e capacidade off-road.

O novo modelo topo de linha demonstrou desempenho característico de um Porsche em diferentes tipos de terreno como parte de uma volta recorde não oficial em Gotland Ring, na Suécia. Essa pista de corridas ao norte da ilha báltica de mesmo nome é pavimentada com asfalto apenas parcialmente: enquanto um trecho de 3,2 quilômetros já está sendo utilizado, uma parte adicional de 4,2 quilômetros da pista completa, com final da construção previsto para o final de 2021, é coberta de cascalho. O circuito e a seção encascalhada foram combinados para a tomada de um filme. O piloto e apresentador de TV alemão Tim Schrick completou uma volta, cronometrada manualmente, em 3 minutos e 51 segundos.

“Foi como um fazer rally cross com um poderoso SUV híbrido – uma experiência impressionante”, comentou o piloto de testes Schrick. “O tempo de volta não deveria ser levado muito a sério, pois não contamos com nenhum tempo anterior para servir de comparação e o veículo estava equipado com pneus de rua usados. Mesmo assim, a forma com que o Cayenne Turbo S E-Hybrid completou as voltas em Gotland Ring confirmou sua excepcional performance e diversidade. Graças à precisa transmissão de sensações do carro, tanto no asfalto como no cascalho, e à perfeita combinação dos diferentes sistemas de chassi, ele pode ser pilotado de forma praticamente divertida, mantendo-se controlável com segurança a qualquer momento.”

O Cayenne Turbo S E-Hybrid traz de série um conjunto de sistemas de chassi projetado para elevar sua performance. Eles elevam simultaneamente a segurança e o conforto. Nesse modelo topo de linha, o único sistema opcional extra é o esterçamento do eixo traseiro.

Os sistemas de chassi do Cayenne Turbo S E-Hybrid incluem:

Porsche Traction Management (PTM – Gerenciamento de Tração): com uma embreagem multidiscos mapeada eletronicamente controlada. A tração integral ativa controla a distribuição da força propulsiva entre os eixos traseiro e dianteiro. Para uma tração otimizada durante uma condução entusiástica, a força nas rodas dianteiras é controlada nas curvas para permitir que os pneus desenvolvam ao máximo a estabilidade ao longo do traçado. Fora da estrada, o sistema utiliza a distribuição de forças entre os eixos totalmente variável para disponibilizar máxima propulsão.

Suspensão a ar com três câmaras: a suspensão pneumática possui três câmaras em cada torre de molas e pode oferecer diferentes capacidades de amortecimento. Para conforto máximo, a suspensão é ajustada para uma resistência baixa à compressão. Durante fortes movimentos longitudinais e de rolagem, o sistema modifica imediatamente a regulagem para índices mais altos de resistência, permitindo a ótima estabilização do veículo. No total, o sistema disponibiliza cinco alturas de rodagem, além do nível normal. Com exceção do nível de carregamento, eles são ajustados automaticamente, de acordo com a situação de rodagem e o modo de condução selecionado. Evidentemente, o motorista tem a opção de controlar manualmente a qualquer momento a altura desejada através do PCM. A única exceção é a regulagem “Low” (baixa), que é ativada automaticamente a partir de 210 km/h e proporciona maior estabilidade ao andar em alta velocidade. A altura livre do solo do Cayenne Turbo S E-Hybrid varia entre 245 e 162 milímetros quando o carro está em movimento. 

Porsche Active Suspension Management (PASM – Gerenciamento Ativo da Suspensão): o sistema de amortecedores eletrônico controla ativa e continuamente a força de amortecimento em cada roda individual, dependendo das condições da superfície da estrada e o estilo de condução. Sensores captam os movimentos da carroceria do SUV durante acelerações fortes, frenagens, curvas rápidas ou ao rodar numa superfície de estrada irregular. A unidade de controle Porsche 4D-Chassis Control utiliza esses parâmetros para calcular a atitude do veículo e adapta a firmeza do amortecimento de acordo com o modo de condução selecionado no momento.

Porsche Dynamic Chassis Control (PDCC – Controle Dinâmico do Chassi): o sistema eletromecânico de estabilização de rolagem trabalha com tecnologia de 48 volts e é capaz de ajustar a rigidez torcional das barras antirrolagem nos eixos dianteiro e traseiro em milésimos de segundo para estabilizar de forma ativa a carroceria do veículo. Em acelerações laterais de até 0,8 g, quaisquer movimentos laterais são suprimidos se o Cayenne levar até dois ocupantes. A barra antirrolagem é dividida em duas partes, com as metades mantidas juntas por um motor pivotado. Dependendo do ângulo de rolagem da carroceria, o motor gira as duas metades em direções opostas, mantendo o veículo nivelado.

Porsche Torque Vectoring Plus (PTV Plus – Vetoreamento de Torque): o PTV Plus combina o bloqueio eletronicamente controlado e totalmente variável do diferencial traseiro com intervenções direcionadas dos freios na roda traseira interna ao fazer curvas. Em condução altamente dinâmica, o sistema aumenta a capacidade e precisão da direção, assim como a tração do veículo. O sistema mostra seus benefícios já na entrada da curva: a roda traseira interna é freada individualmente assim que o volante é virado. Essa diferença no torque induz um movimento em torno do eixo vertical que contribui para melhorar a ação da direção. O resultado é um significativo incremento na agilidade e resposta à direção. Além disso, o PTV Plus melhora sensivelmente a tração ao acelerar na saída das curvas, através do bloqueio seletivo do diferencial.

Porsche 4D-Chassis Control: um sistema de controle central conecta entre si todos os sistemas do chassi. Ele analisa ao mesmo tempo todas as três dimensões (aceleração longitudinal, lateral e vertical). A condição ótima de condução é calculada a partir daí e a informação é disponibilizada para todos os sistemas relacionados. Essa disponibilidade de informação em tempo real representa a quarta dimensão. O Porsche 4D-Chassis Control permite que os sistemas do chassi trabalhem de forma proativa para antecipar o ambiente de rodagem.

Porsche Ceramic Composite Brake (PCCB – Freios de Composto de Cerâmica): os discos de freios ventilados internamente e perfurados do PCCB (440 milímetros de diâmetro com pinças monobloco de alumínio fixas com dez pistões na dianteira e 410 milímetros de diâmetro com pinças de alumínio monobloco fixas com quatro pistões na traseira) garantem uma ótima performance de frenagem – e dessa forma uma menor distância de parada. Os discos de freios de cerâmica são cerca de 50 por cento mais leves que discos fundidos comparáveis, elevando a dinâmica de condução.

Eixo Traseiro Esterçável (opcional): em velocidade de até aproximadamente 80 km/h, os eixos esterçam em opções opostas. Isso não apenas garante uma agilidade e uma precisão de direção significativamente maiores, mas também facilita na manobragem. Em velocidades mais altas, ambos os eixos esterçam na mesma direção, resultando numa estabilidade de condução ainda maior, como por exemplo ao mudar de faixa de rodagem na estrada em alta velocidade. O ângulo máximo de esterço usado no eixo traseiro é três graus. Graças a esse sistema, o novo Cayenne esterça sem retardo e aumenta a aceleração lateral exercida sobre o eixo traseiro com muito mais antecedência. O eixo traseiro esterçante eleva o conforto e a segurança na condução no dia-a-dia. O diâmetro de giro do carro é reduzido de 12,1 para 11,5 metros.

Compartilhe: